Julia Fischer

Fonte: Comunidade Oficial do Orkut

Julia é minha violinista clássica preferida atualmente. Nunca a ouço sem ficar com brilho nos olhos e sem sentir minha alma elevar (essa é uma frase que vocês vão ver muito aqui). Julia consegue te incorporar na música, e ela o faz com uma paixão evidente. Porém é preciso se deixar levar pela canção. Não dá pra ouvir Passacaglia e escrever ao mesmo tempo (e é exatamente o que to fazendo). Assim você não mergulha à fundo nessa experiência fantástia de ser possuído pela música. Aqui vocês encontram a biografia e, no final, indicação de música e álbum.

Julia Fischer

Julia Fischer, nascida em Munique, Alemanha, é de ascendência alemã-eslovaca. Sua mãe, Viera Fischer (née Krenková), vieram da minoria alemã na Eslováquia e imigrou de Kosice, na Eslováquia à República Federal da Alemanha em 1972. Seu pai, Frank-Michael Fischer, um matemático que nasceu na Alemanha Oriental, mudou-se no mesmo ano da Saxônia Oriental para a Alemanha Ocidental.

Ela já trabalhou com maestros de renome internacional, tais como Lorin Maazel, Christoph Eschenbach, Kreizberg Yakov, Yuri Temirkanov, Sir Neville Marriner, David Zinman, Zdeněk Macal, Märkl Junho, Ruben Gazarian, Marek Janowski, Blomstedt Herbert, Tilson Michael Thomas e com uma boa variedade do alto alemão, americano, britânico, polonês, francês, italiano, suíço, holandês, norueguês, russo, japonês, orquestras checa e eslovaca. Julia Fischer se apresentou na maioria dos países europeus, os Estados Unidos, Brasil e Japão, em concertos transmitidos pela TV e rádio em todos os principais países europeus, bem como em muitos outros, japonês e australiano nas estações de rádio.

Em 2003, Julia Fischer, que já teve inúmeras apresentações nos Estados Unidos nos últimos 6 anos, apareceu com a Filarmônica de Nova Iorque sob a batuta de Lorin Maazel executando o Sibelius Violin concerto no Lincoln Center de Nova York, bem como as Mendelssohn Concerto para Violino em Vail. Em 2003 no Carnegie Hall, recebeu ovações por sua performance de Brahms Double Concerto com Lorin Maazel e a Orquestra Sinfônica da Rádio da Baviera. Fischer foi em excursões orquestrais com Sir Neville Marriner e da Academy of St. Martin in the Fields, Herbert Blomstedt e a Orquestra Gewandhaus, a Royal Philharmonic Orchestra e a Filarmônica de Dresden.
Julia iniciou seus estudos antes de seu quarto aniversário, quando recebeu sua primeira lição de violino de Helge Thelen, poucos meses depois, ela começou a estudar piano com a mãe, Viera Fischer. Certa vez, Julia disse: “Minha mãe é pianista e eu queria tocar o piano tão bem, mas como meu irmão mais velho também tocava piano, ela pensou que seria bom ter mais um instrumento da família. Concordei em experimentar o violino e fiquei com ele. Ela começou sua educação formal no violino no Conservatório Leopold Mozart, em Augsburg, sob a tutela de Lydia Dubrowskaya. Na idade de nove anos, Julia Fischer foi admitida na Academia de Música de Munique, onde continua a trabalhar com Ana Chumachenco. Ainda adolescente, ela foi inspirada na maior parte por Glenn Gould e por Evgeny Kissin e Maxim Vengerov.

No outono de 2004, a PentaTone gravadora lançou o primeiro CD de Julia Fischer: concertos para violino russo Yakov Kreizberg e com a Orquestra Nacional Russa. O CD recebeu críticas arrebatadoras, subiu ao topo do cinco discos clássicos mais vendidos na Alemanha em poucos dias e recebeu um convite da “Editor’s” de “Gramophone”, em Janeiro de 2005. Outras aplaudidas gravações incluem Sonatas e Partitas para violino solo de JS Bach, os concertos de violino de Mozart e o Concerto para violino de Tchaikovsky.


Entre as competições de maior prestígio que Fischer ganhou estão o Concurso Internacional Yehudi Menuhin de violino, sob supervisão do Lord Yehudi Menuhin, onde ganhou dois prêmios no primeiro e no prêmio especial para o melhor desempenho no trabalho solo de Bach em 1995 e com a oitava competição da Eurovisão para Jovens Instrumentistas em 1996, que foi transmitido em 22 países a partir de Lisboa. Em 1997, Fischer foi premiada com o “Prix d’Espoir” pela Fundação Européia da Indústria. Ela teve a oportunidade de tocar violino na sala onde o próprio Mozart nasceu em Salzburgo, para homenagear o 250 º aniversário de seu nascimento. Seu repertório abrange ativos de Bach a Penderecki, de Vivaldi a Shostakovitch, contendo mais de 40 obras com orquestra e cerca de 60 obras de música de câmara.

Em 1 de Janeiro de 2008, Julia Fischer teve sua estréia inesperada ao público como pianista, tocando piano de Edvard Grieg Concerto em lá menor com o Junge Deutsche Philharmonie na Alte Oper, Frankfurt. O concerto foi regido por Matthias Pintscher. Na mesma ocasião, ela também realizou o Concerto para Violino no. 3 in B minor de Camille Saint-Saëns. Em 2009 Julia Fischer foi anunciada como vencedora absoluta do Midem Classical Award, como a melhor violinista do mundo em 2008.

Atualmente (2009), ela toca em um Guadagnini 1742. Durante quatro anos, desde 2000, ela estava usando um Stradivarius, o Estande 1716, sobre um empréstimo da Nippon Music Foundation, um instrumento que anteriormente pertencia a Lona Brown. Antes do Stradivarius, ela teve um Guarneri del Gesù e Gagliano. Ela usa dois arcos, um de uma cópia do Tourte Heifetz pelo fabricante vienense Thomas Gerbeth, a proa de um outro francês, quando ela precisa rehair o Tourte.

INDICAÇÕES:

– MÚSICA:

Terceiro movimento de um dos concertos de Mozat. Belíssimo e empolgante!

Não sejam preguiçosos e pesquisem no youtube seu concerto com as obras de Vivaldi. É maravilhoso!

-ÁLBUM:


Bach é seu compositor favorito, e seu álbum com concertos desse mestre alemão é o meu. Baixem ou comprem (segunda opção é preferível).


2 respostas para “Julia Fischer

  • Candido Lima

    Portugal.Julia Fisher é uma violinista admirável , consegue dar vida e reanascer a nossa alma.Obrigada, Candido Lima

  • Henrique Vieira

    É surpreendente a profundidade e o sentimento que são transmitidos pela Julia em suas interpretações. Fenomenal violinista. Venha mais ao Brasil, por favor !!!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: